Este é um Blog educacional, dedicado a discussões acadêmicas sobre a Ecologia Evolutiva. Contém chamadas específicas relacionadas às disciplinas de Ecologia da Universidade Federal de Ouro Preto, e textos didáticos gerais.
Terça-feira, 21 de Julho de 2009
Evolução do homossexualismo I - GMFranco

Validando a intençào de publicar trabalhos interessantes no âmbito da UFOP, um resumo de monografia da dsiciplina de Evolução, pela aluna Gabriela Melo Franco

 
 
  EVOLUÇÃO DO HOMOSSEXUALISMO
 
          As determinações do homossexualismo são tópicos de discussão, não somente pela questão moral, mas também por causa da dificuldade em explicar esses como fatores genéticos, que teriam baixa fecundidade masculina, sobrevivem a seleção natural (CAMPERIO-SIANI; CORNA; CAPILUPPI. 2004). A orientação sexual é característica peculiar da espécie humana e tem sido encarada por pesquisadores como sendo de origem genética, resultado da ação de fenômenos ao nível ambiental ou como resultado de intensa ação cultural independente de bases genéticas (FORASTIERI. 2006). Apesar disso, o comportamento homossexual é observado em diversas espécies e tem sido encarada como desafio à proposta evolucionista, por ser um padrão que se mantém apesar de não propiciar reprodução (MENEZES; BRITO. 2007) ou tê-la de forma reduzida (CAMPERIO-SIANI; CORNA; CAPILUPPI. 2004).
            O estudo filogenético do comportamento homossexual indica que este não é um fenômeno recente, tendo suas origens no fim do Oligoceno, durante a diversificação dos Anthropoidea. O fenômeno aparece junto com a flexibilização comportamental em relação ao sexo, caracterizada pelo desacoplamento do comportamento sexual da mera reprodução, quando o sexo ganhou funções sociais diversas para os grupos humanos (FORASTIERI. 2006). No reino animal há documentações de cerca de 1500 espécies que apresentam comportamento homossexual         .
O problema da manutenção, durante a evolução, de traços que reduzem a fecundidade tem despertado o interesse científico desde Darwin. Se o indivíduo possui um traço que reduz a habilidade reprodutiva, este traço será selecionado negativamente, embora possa reaparecer por uma nova mutação. Caso um traço como a homossexualidade esteja, de alguma maneira, ligado a genes, ele deve trazer alguma outra vantagem (que não a reprodutiva) para se manter ao longo das gerações (FORASTIERI. 2006). Algumas das vantagens estão a seguir:
- Homossexuais aumentariam o sucesso reprodutivo de parentes ao cuidar da prole alheia, possibilitando a sobrevivência dos seus genes: em primatas, a prática de ajudar a prole de outros seria aprendida e independente de relações sangüíneas (MENEZES; BRITO. 2007).
- A homossexualidade se desenvolveria em uma casta de proteção grupal: em espécies com hierarquia definida, uma casta de indivíduos homossexuais seria responsável pela proteção do grupo, porém, a defesa de indivíduos não relacionados geneticamente seria incongruente com a proposta evolutiva (MENEZES; BRITO. 2007).
- Manipulação parental: a propagação genética parental seria maior se a competição sexual entre irmãos fosse menor devido à existência de homossexuais na prole (MENEZES; BRITO. 2007).
- Padrão heterozigótico intermediário: heterossexuais e homossexuais seriam homozigóticos opostos (tipo AA e aa), de modo que a heterozigose seria responsável por uma maior suscetibilidade à influência ambiental sobre a sexualidade, podendo gerar o desenvolvimento de padrões hetero, homo ou bissexuais (MENEZES; BRITO. 2007).


publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 11:39
link do post | comentar | favorito

Evolução do homossexualismo II (GM Franco)

 

- Vantagem heterozigótica: indivíduos homossexuais seriam homozigotos para algum fator cuja heterozigose seria extremamente benéfica para a espécie. Essa vantagem seria relacionada a características femininas, que corresponderiam a um melhor cuidado parental. Hipotetizando a presença de cinco alelos, a presença de todos eles indicaria um indivíduo homossexual; a presença de dois a quatro, um indivíduo heterossexual com ótimos cuidados parentais, e a presença de um ou nenhum, um indivíduo extremamente rude e egoísta (MENEZES; BRITO. 2007).

- Alelos ligados ao cromossomo X, que confeririam maior vantagem reprodutiva a fêmeas do que a maços, também foram considerados como possíveis fatores relacionados à homossexualidade: as fêmeas podem ser homozigotas para a ausência de genes relacionados à homossexualidade; heterozigotas, tendo um cromossomo X com tal gene e outro cromossomo X sem o gene; e homozigotas para a presença e genes relacionados à homossexualidade. Os machos, como possuem somente um cromossomo X, não podem ser heterozigotos (FORASTIERI. 2006).

- Gene ligado ao cromossomo X: estudos com irmãos e gêmeos mostram que a homossexualidade é mais comum quando há vários irmãos homens. Isso estaria relacionado à existência de um gene ligado ao cromossomo X que favoreceria a homossexualidade, que estaria na região Xq28 (CAMPERIO-SIANI; CORNA; CAPILUPPI. 2004). Essa região poderia não ter, ou ter leve influência sobre a orientação sexual. Há hipóteses que sugerem a existência de dois tipos de homossexualidade: um tipo não determinado por genes e outro tipo determinado por genes da região Xq28 (FORASTIERI. 2006). Estudos sobre diferenciação sexual do cérebro durante a vida fetal encontraram que em homens, a orientação sexual está correlacionada com o nascimento tardio e quantidade de irmãos homens mais velhos (CAMPERIO-SIANI; CORNA; CAPILUPPI. 2004).

 

 

REFERÊNCIAS

MENEZES, Aline Beckmann de Castro; BRITO, Regina Célia de Souza. Reflexão sobre a homossexualidade como subproduto da evolução do prazer. Psicologia em estudo, Maringá, n.1, v.12, p.133-139, jan./abr.2007.

 

CAMPERIO-CIANI, Andrea; CORNA, Francesca; CAPILUPPI, Claudio. Evidence for maternally inherited factors favouring male homosexuality and promoting female fecundity. The royal society, London, p.2217-2221, 2004.

 

FORASTIERI, Valter. Orientações sexuais, evolução e genética. Candombá – Revista virtual, n.1, v.2, p.50-60, jan./jun. 2006.



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 11:37
link do post | comentar | favorito

Sábado, 11 de Julho de 2009
O fracasso do blog neste semestre

Queridos Leitores,

 

É claro que tudo proposto para este blog fracassou neste período. As demandas do mundo administrativo ainda sufocam o tempo para gerar tudo que eu queria aqui, mas isto vai terminar em breve! Julho e agosto, artigos, relatórios, e pedidos de verba, e dois simpósios internacionais. Ou seja, entro aqui para deixar uma ou outra coisa, mas estou concorrendo ao prêmio do Blog mais aborrecido de todos os tempos.... vamos ver como isto muda, em setembro... ou em 2010... vamos torcer para que em setembro! Como sempre, estou aberto a contribuições, e se tiver algo legal para postar, me passa....

 

Abraços

 

Sérvio



publicado por Sérvio Pontes Ribeiro às 17:57
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
posts recentes

Convite a visitar meu out...

material de aula por emai...

Mera observação

leitura de contraposição:...

Feliz dia dos professores

Para quem que notícias so...

Preparando para a prova

A mente do cientista e a ...

Resenha do livro " causa ...

Leitura para 14 de março ...

A euqação da Co-existênci...

Avaliação Final de Ecolog...

Para a prova final de Evo...

Belo Monte para cientista...

Seminários - Evolução da ...

Seminários - Evolução Hum...

SemináriosEvolução Bach 2...

Seminários Evol Bach 2011...

Seminários de Evolução 20...

orientações para a prova ...

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Copyscape
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
arquivos

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Agosto 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Abril 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

links
Copyscape
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
blogs SAPO
subscrever feeds